O QUÊ VOCÊ PROCURA?

EXAGERADAMENTE POP! http://www.qualagrandeideia.com/

Mostrando postagens com marcador firefly. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador firefly. Mostrar todas as postagens

09 junho 2016

Foi muito bonito enquanto durou e a gente queria mais, mas existem 10 séries que nos deixaram cedo demais!

Por em 9.6.16


Quem nunca ficou mal por aquela série legal ter sido cancelada? A gente começa a assistir, se apega aos personagens, só para as emissoras cortarem as séries das grades e deixarem seus telespectadores com o gostinho de quero mais que nós nunca teremos.

Enquanto algumas séries passam do ponto e a galera continua insistindo nelas (o QAQI? já fez uma lista sobre o assunto), algumas não têm tal oportunidade. Seja por falta de interesse da emissora ou falta de audiência, elas acabam sendo canceladas. E hoje a gente vai lembrar de dez séries que nos deixaram e fazem uma falta tremenda na grade de todo mundo.

1. Firefly



A série teve apenas uma temporada e até hoje é considerada cult no mundo nerd. Criada por Joss Whedon (sim, o mesmo de Buffy e Os Vingadores) e estrelada por Nathan Fillion, a série seguia a tripulação da nave Serenity, da classe Firefly, em aventuras no século 26 em um novo sistema solar.

Firefly só teve 14 episódios, mas acumulou fãs em todas as partes do mundo. A série ganhou um Emmy em 2003 de Efeitos Visuais Especiais Extraordinários. Graças aos pedidos dos fãs, Whedon se juntou com a Universal e lançou em 2005 um filme sobre a série chamado Serenity, que narra o que aconteceu dois meses depois do último episódio.

2. Hannibal



Hannibal foi criada por Bryan Fuller e estreou na NBC em 2013. Conta a história de Will Graham, um agente especial do FBI com uma incrível habilidade de reconstruir cenas de crime. A sua vida vira de cabeça para baixo quando ele é colocado frente a frente com Hannibal Lecter, um exímio serial killer e canibal.

A série tinha no elenco nomes de peso como Mads Mikkelsen, Hugh Dancy, Gillian Anderson e Laurence Fishburne. Desde o começo, a baixa audiência já a deixou nos perigos do cancelamento, mas a pressão dos fãs fervorosos a mantiveram na grade da emissora. Em 2015, não teve jeito: após três temporadas incríveis, a série foi cancelada pela NBC.

3. Hellcats



A série marcava a volta de Ashley Tisdale para a televisão como protagonista depois do fim de Zack & Cody. Além de Ashley, o elenco contava com Aly Michalka, uma estudante de direito que perde uma bolsa de estudos e precisa se juntar às líderes de torcida da universidade para se manter nela.

Com uma trama leve e divertida, assim como várias séries da sua emissora, a CW, Hellcats conquistou alguns fãs pelo caminho curto que teve. A emissora cancelou misteriosamente a série depois de 22 episódios, mas presume-se que a causa foi a baixa audiência lá pelo final da temporada.

4. Faking It



Esse cancelamento ainda tá fresco na memória. Faking It conta a história de Karma e Amy, duas melhores amigas desde a infância que são confundidas por um casal e ganham popularidade na escola por isso. Bem, essa era a história da primeira temporada. Ao longo das duas temporadas seguintes, a série foi se diversificando e trazendo mais temas, muitas vezes focado no público LGBT.

Devido à baixa audiência, a MTV resolveu cancelar a série antes de uma quarta temporada, para a tristeza dos fãs. Numa carta aberta ao público, o criador da série disse que a próxima temporada seria finalmente sobre o relacionamento amoroso de Karma e Amy (ou Karmy, para os fãs). Uma pena.

5. Chuck



Chuck foi outra série que sobreviveu graças a campanhas de fãs na internet. Criada por Josh Schwartz e Chris Fedak e estrelada por Zachary Levi, a série conta a história de um gênio dos computadores que um dia tem toda a database da CIA instalada em seu cérebro. Assim, ele ajuda o governo americano a capturar assassinos foragidos e terroristas internacionais.

A série sofreu com a greve dos roteiristas de 2007 e sua primeira temporada teve apenas 13 episódios. Da segunda temporada pra frente, a NBC lutou para tirar Chuck da grade, mas sem sucesso. Patrocínios da Subway e inúmeras campanhas de fãs salvavam a série ano após ano, até que não puderam mais: a série foi cancelada em 2012.

6. Pushing Daisies



Criada por Bryan Fuller (sim, o mesmo de Hannibal), Pushing Daisies tem uma temática, no mínimo, peculiar: o confeiteiro Ned tem o poder de reviver coisas e pessoas. No entanto, se ele tocar na pessoa ou no objeto pela segunda vez, ele morre permanentemente. A série seguia o amor impossível de Ned e sua amiga de infância Chuck, que morre em um acidente e Ned a revive com seus poderes.

A série lidava com problemas como vida e morte de maneira sutil e divertida. A temática pode até parecer estranha, mas o roteiro era trazido à vida muito bem pelos atores. Pushing Daisies foi indicada três vezes ao Globo de Ouro de 2008 e também sofreu com a greve dos roteiristas. Por baixa audiência, foi cancelada na segunda temporada, deixando uma legião de fãs e críticos órfãos das aventuras de Ned.

7. Agent Carter



Outra série que nos deixou recentemente. Agent Carter contava a história de Peggy Carter, namorada do Capitão América dos filmes da Marvel, depois do fim da guerra e vivendo no mundo machista dos anos 40. A primeira temporada foi incrível e deveria ser só uma minissérie, mas com muita campanha na internet, os fãs conseguiram dar à Peggy uma segunda temporada.

A gente admite: a segunda temporada da série foi fraca comparada com à primeira. Com um triângulo amoroso que não combinava em nada com a personagem, a série perdeu audiência e foi cancelada pela ABC. Mas, nós queríamos que a série tivesse uma redenção, afinal não é todo dia que podemos ver heroínas sendo totalmente badass na TV. Hayley Atwell disse que toparia qualquer hora voltar a ser a Peggy e rolaram rumores que talvez a Netflix compre a série e faça uma terceira temporada, mas nada confirmado. Vamos, Netflix, uma última vez! Ela criou a S.H.I.E.L.D.!

8. Witches of East End



A série girava em torno de uma família de bruxas. A matriarca da família, Joanna, sofre uma maldição há gerações em que é obrigada a ver suas duas filhas morrerem sempre e engravidar das duas de novo. Para não vê-las morrer novamente, Joanna lança um feitiço para que as filhas cresçam sem saber quem realmente são.

A trama era interessante e era bem desenvolvida. Os efeitos especiais não eram lá muita coisa, mas as personagens eram tão envolventes que a gente esquecia disso. Infelizmente, a Lifetime decidiu cancelar a série depois de duas temporadas, deixando o final em aberto. Tempos atrás, surgiu rumores na internet que a série poderia se transformar em um filme, mas nada foi confirmado.

9. Reunion



Reunion era uma série que tinha tudo para dar certo: elenco bonito, trama intrigante e uma maneira única de contar história. A série fala sobre seis amigos que se reencontram para comemorar os 20 anos de graduados da faculdade, onde um deles é assassinado. Cada episódio contava um ano na vida das personagens, começando em 1986 e presumidamente terminaria em 2006.

No entanto, Reunion foi cancelada com apenas nove episódios exibidos, sem nunca mostrar quem fora o assassino ou os motivos para que ele cometesse o crime. A Fox, onde a série era exibida, chegou a pedir mais quatro episódios, mas eles nunca foram transmitidos na TV americana. Quem reconheceu a carinha da Chyler Leigh, a Lexie de Grey's Anatomy, no poster?

10. The Secret Circle



Outra série da CW, The Secret Circle conta a história de Cassie Blake, recém chegada na cidade fictícia de Chance Harbor, onde todos os moradores parecem conhecê-la muito bem. Mistério vem e mistério vai, Cassie descobre que seus amigos de colégio são na verdade bruxos e estavam à espera dela para que completassem finalmente o Círculo Secreto.

A série poderia continuar até hoje na CW pela sua temática adolescente e sobrenatural, característica do canal, mas nem tudo são flores na vida: a emissora cancelou a série depois da primeira temporada de 22 episódios. Fãs tentaram pedir para que a ABC Family (hoje, Freeform) comprasse os direitos da série, mas não funcionou. Uma coisa positiva é que até hoje o elenco, com nomes como Britt Robertson, Shelley Hennig, Thomas Dekker e Phoebe Tonkin, se dá bem.

E aí, sentem falta de alguma dessas séries? Tem outras que vocês gostavam e foram canceladas?
Qual a Grande Ideia? QAGI? www.qualagrandeideia.com www.qualagrande.blogspot.com.br

WEEK TOP POST!

Todas as imagens publicadas nesse site são retiradas da internet. Caso você tenha direito sobre alguma delas e queira que essa seja devidamente creditada ou, até mesmo, excluída, entre em contato para pronta operação. Programação e Design por Roberto Júnior.