O QUÊ VOCÊ PROCURA?

EXAGERADAMENTE POP! http://www.qualagrandeideia.com/

Mostrando postagens com marcador HBO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador HBO. Mostrar todas as postagens

20 maio 2016

QAGI? Indica: "Amores Urbanos", primeiro longa de Vera Egito é destaque em meio aos blockbusters americanos!

Por em 20.5.16


Vamos falar de amor? Melhor: vamos falar sobre mais um filme que fale de amor?

Esta palavra de conceito complexo vem sendo tema para criações e manifestações artísticas desde que nos entendemos por gente, e é com Amores Urbanos que Vera Egito retrata as relações de hoje e as angústias de uma geração que transita entre os trinta anos.

O filme é protagonizado pelo trio Thiago Pethit, Maria Laura Nogueira e Renata Gaspar. A produção estreou ontem, 19 de maio, no circuito nacional e é definitivamente um produto do cinema brasileiro que merece atenção em meio aos inúmeros blockbusters americanos lançados neste ano, como o recém-chegado X-Men: Apocalipse


Para os amantes de séries e filmes que tratam sobre limbos geracionais como os produtos da HBO Girls, Sex And The City, Looking e a nacional Alice, o filme é definitivamente algo para ser visto. Premiada por seus curta-metragens, Vera Egito finalizou o roteiro em três meses numa busca de suprir o que até então não havia realizado: a direção de um longa. 

Na trama, Julia busca o amor ideal, daqueles que geralmente encontramos em filmes água com açúcar que parecem ser feitos exclusivamente para exibições na Sessão da Tarde. Além disso, ela ainda precisa lidar com uma gravidez indesejada e a pressão dos pais por rumos mais seguros no âmbito profissional. O personagem de Pethit é Diego, expulso de casa pelo pai, o personagem procura viver sua homossexualidade com toda a liberdade possível. Indo de encontro a isso, ele tem uma relação amorosa com Luan, que cobra por uma relação estável e exclusiva. A terceira personagem que compõe o trio é Mica, que namora Duda e tem de lidar com o fato de as duas nunca terem assumido o relacionamento que têm a mais de um ano. 
Qual a Grande Ideia? QAGI? www.qualagrandeideia.com www.qualagrande.blogspot.com.br

28 abril 2016

"Lemonade" é grandioso e não somente sobre a "Becky", moça do cabelo bom!

Por em 28.4.16

A internet mais uma vez foi parada pela dona de tudo isso aqui. Beyoncé, dia 23 de abril de 2016. Todo mundo ficou em polvorosa... Mas em partes, pelas razões erradas!

O álbum visual Lemonade, foi finalmente lançado, e o material trouxe muito mais do que todos esperavam dessa mulher que resume em si, tudo que a música pop dos dias de hoje deve ser.

Três anos após o álbum "Beyoncé", o sexto disco da artista chega como seu trabalho mais pessoal, e presta um serviço social que cabe totalmente ao momento que vivemos, e traz uma Beyoncé ativista e liberta. Quando o tema não gira em torno de sua vida íntima, a mulher negra americana é empoderada de forma maestral.

Lançado em parceria com a HBO, durante 50 minutos, uma peça audiovisual de encher os olhos foi transmitida, o que alguns chamam de documentário, outros dizem ser um filme, e há quem considere como uma coletânea de clipes, nós chamamos apenas de Lemonade, assim como Beyoncé que não é uma cantora, performer ou atriz. Beyoncé é Beyoncé, e Lemonade é Lemonade.

Com tantos pontos incríveis a serem enaltecidos, como por exemplo, o discurso de Malcon X sobre a mulher negra contido num dos atos:
"A pessoa mais desrespeitada nos Estados Unidos é a mulher negra. A pessoa mais desprotegida nos Estados Unidos é a mulher negra. A pessoa mais negligenciada nos Estados Unidos é a mulher negra."


No decorrer de Lemonade, mulheres negras são empoderadas na tela, e poucas vezes homens aprecem, entretanto, o buzz em torno do állbum tem sido equivocado e extremamente sexista. As pessoas tem se preocupado constantemente com quem é "Becky with the good hair" citada na música "Sorry", canção que supostamente fala sobre uma traição de Jay-Z.

Minutos após a exibição de Lemonade na HBO, a estilista Rachel Roy postou em seu instagram uma foto que seria uma indireta à Queen B, lançando ainda mais lenha na fogueira dos tablóides, e causando a ira dos Beyhives.



Sinceramente, um projeto tão rico de conteúdo, inovador, e necessário para toda sociedade mundial deve ter as questões corretas como foco da mídia e da população em geral.

Também existem teorias sobre Rita Ora ser a Becky do cabelo bom..


"Normalmente não respondo fofocas de tabloides, mas me permitam ser clara, esses rumores são falsos."

O próprio título já carrega consigo um significado forte o suficiente para que a identidade de Becky seja o menor ponto a ser comentado. Bey escolheu Lemonade como título por conta de uma crença antiga dos escravos de que ao tomarem limonada, poderiam tornar-se brancos e ainda declarou "Meus ancestrais escravizados tomavam limonada achando que isso iria embranquece-los. A mídia me deu limonada, mas não adiantou."

Vamos esquecer a Becky e aproveitar este presente que Beyoncé deu ao mundo.

Por enquanto, o álbum segue disponível apenas para ser ouvido no Tidal e para compra no Itunes, mas a partir do dia 06 de maio, tanto as músicas, quando o vídeo, serão lançados em versão física. Há também a promessa de que os demais serviços de streaming (como Deezer e Spotify) recebam Lemonade.


Qual a Grande Ideia? QAGI? www.qualagrandeideia.com www.qualagrande.blogspot.com.br

18 abril 2016

Saudades de "Looking"? Telefilme que encerrará trajetória da série ganha data de estréia!

Por em 18.4.16




Em março de 2015, os fãs de Looking tiveram seus corações partidos quando o último episódio foi ao ar pela HBO. A emissora não viria a renovar a série para uma terceira temporada, porém para aliviar a perda, um telefilme foi anunciado e este mesmo acaba de ganhar uma data de estréia, 26 de junho de 2016. 



Após um ano de espera, finalmente poderemos ver se concretizar o fim da história de Patrick e Kevin construída ao longo de duas temporadas. 

Para quem não sabe, Looking é uma série nascida em 2014 pela HBO que narra a vida de três amigos gays vivendo dilemas comuns enquanto buscam por relacionamentos e realização pessoal. A série originalmente descrita como uma versão de Sex and The City gay buscava tratar com todo o realismo possível o cotidiano da cena LGBT na cidade de San Francisco, California. 

A série protagonizada por Jonathan Groff, Frankie J. Alvarez e Murray Bartlett durou duas temporadas entre 2014 e 2015 totalizando dezoito episódios. 
Qual a Grande Ideia? QAGI? www.qualagrandeideia.com www.qualagrande.blogspot.com.br

WEEK TOP POST!

Todas as imagens publicadas nesse site são retiradas da internet. Caso você tenha direito sobre alguma delas e queira que essa seja devidamente creditada ou, até mesmo, excluída, entre em contato para pronta operação. Programação e Design por Roberto Júnior.