O QUÊ VOCÊ PROCURA?

EXAGERADAMENTE POP! http://www.qualagrandeideia.com/

06 outubro 2016

Elas cansaram do mesmo?


Para quem acompanha o mundo da música pop, sabe bem que essa criatura sempre está em constante mudança. Basta algum ritmo ou uma “batida” está em evidência, que tudo acaba indo para o mesmo ponto. E isso... Não é nada bom!

Sou daqueles que muitas vezes, quando coloco pra tocar uma daquelas playlist criadas pelos os serviços de streaming, acabo ficando enfadado depois de umas três ou quatro músicas. Não que elas sejam ruins (algumas... é....). Mas pelo fato que todas tem a mesma estrutura de arranjo, a mesma levada e até o mesmo timbre de sintetizador. Onde, no fim das contas, parece que estamos ouvindo a mesma música desde o primeiro minuto.

No entanto, algo vem ocorrendo dentro desse meio – especificamente nas famigeradas “divas pops” – que mostra uma certa evidência de que alguém percebeu e disse: “está na hora de mudar!”.

Nunca fui um ouvinte muito assíduo deste tipo de música. Mas uma vez ou outra estava lá curtindo algo que me chamava atenção. Admito que fiquei até receoso em escrever esse texto, embora tinha a necessidade de falar sobre este assunto, quando ouvi os últimos trabalhos feitos por: Rihanna, Beyoncé e Lady gaga. E aliás... foi muito bom ter feito isso.

Anti e Lemonade foram os primeiro discos gravados por “Riri” e “Bey”, que ouvi do começo ao fim. Não pelo fato de já ter uma certa empatia pelas duas. Mas a vontade de sair da “zona de conforto” foi o que me chamou atenção para os dois. Claro que dentre aquelas músicas, existem o “hit”. No entanto, ele se tornou minoria. E isto está claro, quando você escuta a Rihanna, fazendo cover da banda Tame Impala em “Same Ol’ Mistakes” (originalmente intitulada “New Person, Same Old Mistakes”). Fato que deixou muita gente p... da vida, rs.

No caso de Lemonade, ver Beyoncé deixar de lado todo aquele glamour e levar seu trabalho a um patamar mais sério, tanto na temática das letras e na abordagem de outros ritmos, deixou comprovado que ela sabe fazer muito bem aquilo que se propõe a fazer. Mesmo sendo fora da linha que costuma seguir. Não é à toa, que a música “Don´t Hurt Yourself”, poderia ser colocado em um disco do Jack White perfeitamente.

E pelo caminhar da carruagem, vemos que, Lady Gaga, resolveu pensar “fora da caixinha” mais uma vez. Ideia que és percebida desde a estética da capa do seu próximo álbum: Joanne. Onde a cantora largou toda aquela característica que lhe fez tornar um ícone e apostou em algo mais clean. Aposta essa que também é sentida nos seus últimos singles lançados e em outras duas músicas inéditas. Estas apresentadas no evento realizado pela marca de cerveja Bud Light. Coisa que não veríamos na Lady Gaga de quatro anos atrás!


Claro que nem toda mudança fará todo mundo feliz ou se tornará duradoura. Mas o fato de ver esse tipo de situação ocorrendo, por mais que não agrade os fãs mais xiitas, sempre será válida e muito boa para o mercado e certamente, para o artista!
Qual a Grande Ideia? QAGI? www.qualagrandeideia.com www.qualagrande.blogspot.com.br

Comente:

WEEK TOP POST!

Todas as imagens publicadas nesse site são retiradas da internet. Caso você tenha direito sobre alguma delas e queira que essa seja devidamente creditada ou, até mesmo, excluída, entre em contato para pronta operação. Programação e Design por Roberto Júnior.