O QUÊ VOCÊ PROCURA?

EXAGERADAMENTE POP! http://www.qualagrandeideia.com/

19 julho 2016

QAQI? Review | Stranger Things é uma colcha de retalhos da década de 80 que cobre você de nostalgia


Imagine que alguém pegasse um caldeirão e colocasse ali todos os clássicos dos anos 80, desde filmes, músicas, moda e até um pouco da política do final da Guerra Fria. Então, também colocasse uma das melhores atrizes da geração anos 90, além de atores mirins desconhecidos mas muito talentosos. Misture tudo por oito horas. Está aí a receita de bolo para Stranger Things, a nova série da Netflix que já chegou fazendo um estrondoso sucesso.

A série conta a história da pequena e fictícia cidade de Hawkins, em Indiana. Tudo era muito tranquilo, até que um dia, ao voltar para a casa após dez horas jogando Dungeons & Dragons com seus amigos, o jovem Will Byers desaparece. Ao mesmo tempo, uma garota aparece do nada em uma lanchonete local, com roupas de hospital e sem falar uma palavra.

E assim começa a série, que segue quatro histórias: a dos amigos de Will, os garotos Mike, Dustin e Lucas; a da irmã de Mike, Nancy, que se junta ao irmão de Will, Jonathan; a da mãe de Will, Joyce, e do xerife Hopper; e do Dr. Brenner, responsável por um laboratório de pesquisa na região e de onde a garota, que se chama Eleven, foge.

Eleven logo é resgatada por Mike e seus amigos. Os três passam, depois de descobrirem dos poderes da garota, a procurar pelo amigo por conta própria. Os quatro formam um elo durante os episódios que emociona e não deixa nada a desejar às histórias de amizades dos anos 80, como Os Goonies e Conta Comigo.

Nancy primeiramente é relutante em ajudar Jonathan, mas o desaparecimento de sua amiga Barbara muda as coisas. Ela namora Steve, o popular do colégio. A dinâmica entre os três a priore é de inimizade, com Steve sentindo ciúmes de Jonathan ao longo da série, mas não deixa de ser divertida. Nancy é de longe a personagem que mais se transformou ao longo dos episódios; no começo ela pode ser a irmã mais velha chata, mas ela está longe de ser isso.


Joyce, a mãe de Will, está desesperada e acredita que seu filho está tentando comunicar com ela através das luzes de sua casa. Hopper, o xerife de Hawkins, trata o desaparecimento como um caso qualquer, mas é até ele ter contato mais próximo com Joyce para entender que não há nada de normal no sumiço do filho da mulher.

Brilhantemente interpretada por Winona Ryder, Joyce não chega a carregar a série nas costas pelo fato de que as outras histórias que se cruzam têm sua devida importância. Contudo, Winona dá um show de interpretação em todas as cenas que participa. Duas vezes indicada ao Oscar, a atriz nos faz sentir a agonia de Joyce em firmemente acreditar que Will fala com ela pelas luzes e nos surtos que dá ao afirmar com certeza de que seu filho está vivo.

E por fim, temos o laboratório de Dr. Brenner, que faz o possível e o impossível para recuperar sua cobaia Eleven depois de um teste fracassado. A quarta parte do enredo é onde toda a ficção-científica da série se concentra e ela bebe de fontes como Stephen King e Steven Spielberg de uma maneira genial.

A série é um mar de referências aos anos 80, conhecidos como a década perdida. De comunismo à Star Wars passando por Senhor dos Anéis e o já mencionado Dungeons & DragonsStranger Things traz o melhor da estética oitentista para os dias de hoje. Para quem é mais velho ou gosta de filmes dessa década, a dica é ver a série aproveitando não só sua história deliciosa, mas tentando adivinhar de onde vem o vocabulário que os garotos Mike, Lucas e Dustin tanto usam e que confunde até os adultos de seu universo.

Stranger Things já está com sua segunda temporada confirmada e promete arrebatar ainda mais fãs nos próximos meses. Com incontáveis referências à década perdida e sua estética sem tecnologia, a série parece um filme que já vimos quando éramos crianças e nos esquecemos. Agora, nós o pegamos para maratonar por oito horas seguidas sem piscar uma vez por ser tão envolvente, tão carismática e por passar essa sensação de nostalgia que adoramos.
Qual a Grande Ideia? QAGI? www.qualagrandeideia.com www.qualagrande.blogspot.com.br

Comente:

WEEK TOP POST!

Todas as imagens publicadas nesse site são retiradas da internet. Caso você tenha direito sobre alguma delas e queira que essa seja devidamente creditada ou, até mesmo, excluída, entre em contato para pronta operação. Programação e Design por Roberto Júnior.