O QUÊ VOCÊ PROCURA?

EXAGERADAMENTE POP! http://www.qualagrandeideia.com/

24 março 2016

QAGI? Resenha: "Batman vs Superman: A Origem da Justiça" nasceu para ser grandioso, e de fato é.


Ao assumir a direção de Batman vs Superman, Zack Snyder tinha a importante missão de introduzir não somente dois dos maiores e mais populares super-heróis de todos os tempos mas também de dar o primeiro passo para a consolidação de todo um universo cinematográfico cuja ampliação é prevista para os próximos anos. 

O resultado final pode ser conferido hoje, na estréia mundial de A Origem da Justiça nos cinemas. Durante duas horas e trinta minutos de projeção, Zack Snyder conseguiu introduzir um universo cheio de possibilidades, fosse pelos momentos de euforia coletiva na sala de cinema, pela interessante atuação de Jesse Eisenberg como Lex Luthor, pela surpreendente satisfação de ter Gal Gadot dominando cenas como Mulher Maravilha ou Bruce Wayne de Ben Affleck, o maior mérito do filme é sem dúvidas o fato de ele se levar a sério. A tensão do filme permanece do início ao fim deixando poucas brechas para alívio cômico. 


O roteiro de Chris Terrio e David S. Goyer é consistente – até certo ponto - ao levantar questões, porém não aprofundá-las, provavelmente pelo tempo de projeção, afinal estamos falando da introdução de um universo vs o esperado combate que dá título ao longa. A ação desenfreada do segundo ato é somente resultado dos acontecimentos de um primeiro ato introdutório que não tem tempo para explicar, apenas acontecer, e ele acontece de uma forma fantástica! Entretanto, cada personagem estava ali por alguma razão, tendo sua individual importância na construção do roteiro. A introdução dos futuros membros da Liga da Justiça não leva mais do que alguns poucos minutos, o suficiente para causar arrepios e fazer os olhos brilharem com a possibilidade de expansão do Universo DC Comics. 

Para os fãs da trilogia do Nolan é de grande alívio perceber a influência positiva do diretor na construção do Batman de Affleck e Snyder. Apesar de estarmos falando de franquias diferentes, a certeira decisão da Warner em não reintroduzir o personagem soa como uma forma de deixar intacto o ótimo trabalho desenvolvido por Nolan e expandir o universo do Homem Morcego de uma forma original, Esquadrão Suicida que o diga. Portanto, esse é o momento de se ignorar a porcentagem de aprovação do filme no Rotten Tomatoes e presenciar o verdadeiro nascimento do Universo DC Comics nos cinemas.


Crítica por Renan Salgueiro.
Qual a Grande Ideia? QAGI? www.qualagrandeideia.com www.qualagrande.blogspot.com.br

Comente:

WEEK TOP POST!

Todas as imagens publicadas nesse site são retiradas da internet. Caso você tenha direito sobre alguma delas e queira que essa seja devidamente creditada ou, até mesmo, excluída, entre em contato para pronta operação. Programação e Design por Roberto Júnior.