O QUÊ VOCÊ PROCURA?

EXAGERADAMENTE POP! http://www.qualagrandeideia.com/

09 julho 2013

Confira nossa entrevista EXCLUSIVA com a cantora Deborah Blando!

Numa conversa dinâmica, a rainha do sul Deborah Blando, uma das cantoras que mais vendeu discos no país fala algumas coisas básicas que estávamos loucos para saber sobre ela e o seu tão aguardado retorno.

Antes de tudo, eu gostaria de agradecer a produção da cantora que além de super democrática, foi super paciente com uma fã insistente (que hoje está um tanto quanto emocionada e realizada).

Após um longo hiato, Deborah está de volta com o disco In Your Eyes absolutamente linda como sempre e também contemporânea. O single de mesmo nome do disco recentemente foi parte da trilha sonora de uma das novelas da REDE GLOBO e ganhou um vídeo simples e descontraído gravado em Nova York. Confira abaixo:



QAGI?: Ao retornar você obviamente se deparou com um mercado fonográfico totalmente diferente. Isso em algum momento te assustou?
Deborah Blando: Sim, me assustou um pouco, está tudo diferente, apesar de o básico continuar o mesmo, pois você precisa de rádio e TV para divulgar o seu trabalho. O mercado de empresários está escasso, uma realidade bem diferente de anos atrás.

QAGI?: Ao ouvir “In Your Eyes” eu não pude evitar ter como referência a música “Your Body” da Christina Aguilera. Num estilo relativamente semelhante, apresentam-se duas grandes vozes numa sonoridade que é carente justamente disso. Você vai continuar essa sonoridade? Qual é a sua extensão vocal?
Deborah Blando: Eu vou sentindo e vou indo... Tenho uma extensão vocal muito boa, devo isso à genética dos meus pais, não tem nada a ver comigo.

QAGI?: Datas! Existem informações disponíveis sobre elas? Quando sai um novo single e um novo vídeo?
Deborah Blando: Minha volta ainda está sendo estruturada e o In Your Eyes é um trabalho novo, portanto não pensei sobre o próximo single ou vídeo. 

QAGI?: Numa entrevista recente para a TV você disse que havia escrito duas “baladonas” e que há um projeto internacional. Essas canções podem fazer parte de um relançamento do disco In Your Eyes internacionalmente ou trata-se de um projeto totalmente novo?
Deborah Blando: É um projeto totalmente novo, mais voltado para o mercado internacional, embora existam grandes possibilidades de ser lançado no Brasil também.  Gosto de compor, então sempre terão músicas novas.

QAGI?: In Your Eyes é sem dúvida um dos lançamentos mais legais do ano no Brasil. E talvez o melhor do seguimento pop. “Sweet Sorrow” e “High” são duas músicas com uma qualidade e potencial incrível. Mas você tem alguma canção do disco como favorita?
Deborah Blando: Eu acho que “Sweet Sorrow” é minha favorita juntamente com “In Your Eyes” e “High”! rsrsrs

QAGI?: Do cenário pop atual (internacional) quais são as cantoras que mais te agradam?
Deborah Blando: Rihanna, Adele e Ellie Goulding.

QAGI?: Quais artistas você costuma ouvir? Eles influenciam diretamente na sua obra?
Deborah Blando: Eu ouço bastante Rihanna, Christina Aguilera e Adele. Ouço muito música oriental também - que não são muito conhecidas aqui no Brasil.

QAGI?: Como é o seu processo criativo? Você costuma se inspirar diretamente em algo?
Deborah Blando: Normalmente eu saio de uma meditação e vem um processo musical. Eu me inspiro mais na minha espiritualidade.

QAGI?: Espiritualidade e showbiz são duas coisas que podem ser sincronizadas?
Deborah Blando: Boa pergunta! Eu acho que espiritualidade você sincroniza na vida com o dia a dia, mas é mais difícil em um meio de vaidades, principalmente quando você quer se despir dela.

QAGI?: Alguns anos atrás você se apresentou com a diva do Afropop Margareth Menezes durante o carnaval de Salvador a convite da própria. Não existe a possibilidade de você trabalhar uma sonoridade semelhante algum dia?
Deborah Blando: Não sei. Nunca se sabe do dia de amanhã...

QAGI?: Recentemente o Brasil passa por uma crise política entre povo e governo. Uma das personalidades que tem surgido em meio á isso é o deputado evangélico Marco Feliciano. Qual a sua opinião sobre ele e as suas declarações de cunho racista e homofóbico?
Deborah Blando: Eu acho que uma pessoa como ele não tinha nem que ser ouvida. Seria bom ele se resolver sexualmente, ao invés de se projetar em cima dos outros.  Quem precisa de tratamento é ele!

QAGI?: Assim como você, não sou naturalmente brasileira. Nasci em Israel e minha família chegou aqui em 1992. Ao se deparar com um país tão aberto para questões internacionais e tão fechado para si mesmo (sua própria população) você se assusta? Você se considera tão brasileira quanto qualquer pessoa que tenha nascido aqui?
Deborah Blando: Não acho o Brasil um país fechado para si mesmo, muito pelo contrário, pois é um país que está crescendo muito, e modernizando-se. Eu me considero brasileira sim. Talvez não 100% porque não sou nascida aqui. Minha mãe é brasileira e vivo em uma cultura brasileira.

QAGI?: Deborah, você voltou para ficar?
Deborah Blando: Espero que sim, a vida a gente planeja ela, embora ela não saia exatamente como a gente planeja, prefiro deixar rolar e dar o melhor de mim...

Fiquem ligados que no decorrer dos próximos dias ainda teremos algumas surpresas boas sobre a cantora figurando por aqui. Deborah é um amor e mais do que nunca eu estou na torcida pelo seu sucesso. Espero que vocês também estejam.

Comente:

WEEK TOP POST!

Todas as imagens publicadas nesse site são retiradas da internet. Caso você tenha direito sobre alguma delas e queira que essa seja devidamente creditada ou, até mesmo, excluída, entre em contato para pronta operação. Programação e Design por Roberto Júnior.