O QUÊ VOCÊ PROCURA?

EXAGERADAMENTE POP! http://www.qualagrandeideia.com/

05 janeiro 2013

As mais que fantásticas Aventuras de Pi, uma história além do garoto perdido no oceano Pacífico!


Finalmente tive oportunidade, hoje (05/01), de assistir a As Aventuras de Pi, nome bobinho e nada coeso que A Vida de Pi ganhou aqui no Brasil. 

Adaptado de uma das minhas maiores felicidades literárias do ano passado, o livro que não se prende apenas a uma história de aventura cheia de perigos no meio do pacífico, mas sim num exemplar cheio de Deus, ciência e um pouco de quase tudo sobre a vida (em todas suas diversas metáforas), o filme dirigido magistralmente por Ang Lee não se trata de "um novo Avatar", como tanto venderam, mas sim de um belíssimo e sensível filme sobre a vida e suas dúvidas de forma mais exagerada e aflorada.

É emoção certa para quem leu o livro (pois fui as lágrimas ao ver em imagens toda a envolvente atmosfera do livro reproduzida de forma tão parecida com o que imaginei e com que o livro descreveu) e para quem não leu também. 


Com a promessa de fazer acreditar em Deus, mas não com muito sucesso, pois um ateu ficaria no máximo tocado, livro e filme, sem distinção quase nenhuma, pois com pouco mais de duas horas de filme (que passam despercebidas) a fidelidade se mostra espantosa, conta a história de Piscine Molitor Patel, o Pi.

Depois de ter que se mudar para o Canadá por problemas políticos do seu país, o návio cargueiro aonde ia e que carregava alguns animais do zoológico de seu pai, aonde ele morava com sua família, naufraga.Tentando se salvar num bote salva vidas, Pi se vê cercado por mar num bote com uma zebra, uma orangotango, um hiena e um tigre de bengala.



Com pitadas de humor, muito drama e suspense (o susto dado por Richard Park, o tigre da história, nunca será esquecido por mim - ainda mais em 3D, foi incrível e arrepiante!) a adaptação é feliz até na adição de novos personagens (como na namorada de adolescência de Pi, não mencionada no livro) e descarta de maneira sutil e necessária elementos não muito relevantes, sem tirar o animo de quem leu ao livro no qual o filme foi baseado.

Mas, já com uma história incrível, uma ótima direção, produção, edição (que arrasou magicamente nas sobreposições de transição inigualáveis), um roteiro muito bem amarrado e fluido com a ajuda, novamente, da fantástica direção, dos efeitos gráficos que deram vida a animais extremamente realistas, da trilha sonora precisa e de muitos outros segmentos impecáveis da produção, o ponto alto mesmo é o 3D do filme, e nisso sim concordo quanto a "um novo Avatar". Coisas saltaram da tela e permaneceram fora como tanto gostamos de apreciar, mas sem forçar nada ou em má qualidade.

Logo no começo do filme, por exemplo, quando somos presenteados com minutos incríveis de cenas do zoológico, quando os nomes envolvidos na produção são apresentados, animais como um lagarto e um beija-flor só faltam vir até você e avisar que o filme irá começar.

As Aventuras de Pi valem muito mais a pena do que o nome sugere. Corre pro cinema assim que dê, vai sair satisfeito. (Garanto.)

Comente:

WEEK TOP POST!

Todas as imagens publicadas nesse site são retiradas da internet. Caso você tenha direito sobre alguma delas e queira que essa seja devidamente creditada ou, até mesmo, excluída, entre em contato para pronta operação. Programação e Design por Roberto Júnior.