O QUÊ VOCÊ PROCURA?

EXAGERADAMENTE POP! http://www.qualagrandeideia.com/

Mostrando postagens com marcador Quentin Tarantino. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Quentin Tarantino. Mostrar todas as postagens

26 novembro 2017

Quentin Tarantino lamenta surgimento de serviços de streaming de filme e explica por quê

Por em 26.11.17

Louvado por seu histórico cinematográfico, que vão de Pulp Fiction, passando por Kill Bill, a Os Oito Odiados, Quentin Tarantino contou em recente entrevista que não assina serviços de streaming de filme assim como não os aprova contrapondo que o método de se conseguir filmes antigamente, em videolocadoras, dava as pessoas uma experiência mais proveitosa e envolvente.

"Eu não estou na Netflix, então eu não posso nem dizer exatamente como isso funciona. Mas, mesmo que você tenha apenas todos os canais de filmes no seu pacote de TV - e isso é algo que eu tenho -, abra o guia de programação e vá descendo a lista, você pode achar alguma coisa. Mas talvez você veja por 10 minutos ou 20 minutos e comece a fazer outra coisa. Você pensa: 'ah, isso não é a minha cara'. E é esse o problema.", contou ao Entertainment Weekly.

Atualmente envolvido na produção de seu nono filme, sobre o  assassinato de Sharon Tate e quatro de seus amigos pelo culto de seguidores de Charles Manson na Los Angeles de 1969, Tarantino continuou:

"Havia uma qualidade diferente na videolocadora. Você ia até ela, olhava em volta, pegava caixas, lia a parte de trás das caixas - você fazia uma escolha. E talvez você conversasse com o cara atrás do balcão, e talvez ele te indicasse algo. E ele não colocou nada em sua mão, ele lhe deu um pouco de perspectiva em algum grau. É claro, todos alugávamos três filmes e não conseguíamos assistir o terceiro, mas havia mais compromisso com o que se via".

A gente entende e respeita, mas não precisa fazer igual, né? Inclusive indo aqui assistir um dos 7 filmes do diretor disponíveis na Netflix, por quê ícone compreensivo disponibiliza filme pra gente assistir no fds!

28 julho 2016

De Tókio a Paris: Filmes de Tarantino inspiram boas viagens!

Por em 28.7.16


Se você se considera um fã de Quentin Tarantino ou é um grande aventureiro, nós da Qual a Grande Ideia?, juntamente com a nossa Leitora Isabella Brilha, trouxemos dicas de viagens inspiradas nas grandes obras de Tarantino. Segue abaixo as nossas dicas e Boa Viagem! 

Kill Bill



A cidade de Tóquio onde se protagoniza umas das maiores vinganças do cinema, dirigida por Quentin Tarantino, é recheada de lugares excelentes para fazer uma boa refeição. No Tsukiji Fish Market, maior mercado de peixes do Japão, vocês pode desfrutar de peixes frescos e conhecer o leilão de atuns bem tradicional no local. 

E para se sentir mais dentro do filme de Tarantino tem o restaurante Gonpachi, que dizem que foi inspiração para o cenário da luta “da noiva” (Uma Thurman) contra o grupo Crazy 88, liderado por O-Ren Ishii (Lucy Liu), em um restaurante. O estabelecimento, na real, é conhecido como “restaurante do Kill Bill” e é extremamente parecido com o restaurante do filme apesar de Tarantino e o dono do restaurante nunca terem confirmado o boato. Lá você escuta música folclórica e come pequena porções variadas, acompanhadas de chope e saque. 

Para quem é fã dos eletrônicos, o bairro Akihabara é tradicionalíssimo nas compras de pilhas, baterias, câmeras, jogos, computadores e outros aparelhos. Além de ter a maior loja de personagens colecionáveis e encontro de cosplay. É interessante visitar alguns dos arranha-céus onde você tem uma visão espetacular da cidade e verificar a agenda dos festivais na cidade, que costumam acontecer na virada das estações do ano. Visite outros lugares belíssimos, como o Palácio Imperial cercado de jardins da residência oficial do imperador, com lagos, pontes e castelos. O Templo Sensoji é o mais antigo templo Budista da cidade e o museu Tokyo National apresenta a arte japonesa e asiática. 

Pulp Fiction – Tempos de Violência 



Pulp Fiction não se passa em Londres, mas na cidade, local cheio de atrações, existe um restaurante inspirado no longa, é o Jack Rabbit Slim's, que aparece na cena de Mia Wallace e Vincent Vega. Além desse restaurante, existem diversos lugares que você não deve deixar de conhecer. Talvez não tão emocionante quanto as lutas de Pulp Fiction, mas um programa com muita adrenalina é visitar London Eye, a maior roda gigante do mundo, você terá uma visão privilegiada da cidade e de lugares incríveis como a Torre de Londres. Mas se preferir ver de perto, recomendável, vá até a Torre onde ficam guardadas as jóias da Coroa Britânica e onde rainhas e nobres foram executados, já que lá era a prisão usada pela realeza. E próximo ao local fica a Tower Bridge, ponte que é cartão-postal da cidade. 

O Palácio de Buckingham, a residência oficial da rainha Elizabete II em Londres, tem alguns salões abertos para visitação pública durante o verão. Mas se for visitar a cidade em outra estação do ano, também vale a pena conferi-la por fora, vislumbrar lagos e ver a troca da guarda que acontece por volta da 11:30 da manhã. A mais famosa galeria de arte moderna de Londres, Tate Modern fica em uma antiga usina elétrica às margens do rio Tâmisa, oposta a linda Catedra de St Paul’s. No sétimo andar da galeria tem um bar com diversos drinks e com uma vista incrível da cidade. 

No bairro de Camden Town, onde morava Amy Winehouse, você encontra pessoas bem alternativas, punks, roqueiros, góticos. Lá existem muitos mercados, mas o mais famoso é o Camden Lock Market que tem lojas que vendem de tudo e comidas de diferentes lugares do mundo, preparadas na hora. E não deixe tomar uma cerveja no Lock 17 ou no Lock Lounge, dois pubs que ficam às margens do canal que corta o bairro. 


Um Drink no Inferno 



Tarantino escreveu e atuou neste longa vivido em Paris, a cidade famosa pelo romantismo foi cenário do drama policial de Um Drink no Inferno. O bar que foi inspirado pelo longa é o Le Titty Twister, o "bar de vampiros". Também existem muitas outras atrações incríveis além da incontestável visita à Torre Eifell, símbolo da cidade. O Arco do Triunfo também é um marco na cidade, construído por Napoleão Bonaparte, em 1806, em homenagem às vitórias francesas e aos que morreram em campo de batalha. Lá estão gravados os nomes de 558 generais e de 128 batalhas. No museu do Louvre você visita enormes coleções de artefatos do Egito antigo, da civilização greco-romana e grandes obras-primas como Monalisa. 

O Montmartre é uma colina que se destinava a lugar de culto e atualmente é uma área histórica da cidade onde se localiza a Basílica de Sacré Coeur. O lugar é famosos por seus cafés, estúdios e clubes noturnos, como o Moulin Rouge, que era um antigo cabaré e hoje é um ponto turístico. No centro da cidade você pode visitar a Catedral de Notre-Dame. As maiores óperas de Paris são famosas mundialmente, a Ópera Garnier e a Ópera da Bastilha. Você também pode ir ao teatro ou conhecer clubes como o do Paris Saint-Germain. 

Alguns bistrôs na cidade são excelentes lugares para desfrutar da comida típica parisiense, é o caso do La Régalade Saint Honoré que cobra um valor fixo no almoço e oferece várias opções, e indicações de pratos especiais. Você pode optar pelo Benoit ou pelo Metropolitan Restô, também. Bom apetite! 

Antes de viajar não se esqueça de verificar se para cada destino é preciso o passaporte, visto e seguro viagem.

Net Araçatuba
Qual a Grande Ideia? QAGI? www.qualagrandeideia.com www.qualagrande.blogspot.com.br

08 janeiro 2016

Beyoncé surpreende com aparição em mais uma performance de Channing Tatum no Lip Sync Battle!

Por em 8.1.16

Você com certeza já viu nas redes sociais alguma apresentação hilária de algum artista americano famosão destruir os cantores originais no Lip Sync Battle, que passa no canal Spike. Um dos melhores e mais famosos exemplos foi Anne Hathaway, que viveu "Wrecking Ball", da Miley Cyrus em uma dessas batalhas.

A ideia, que também acontece em outros programas americanos, como o do Jimmy Fallon, leva vários artistas para dublar músicas em palco.

Mas o programa Lip Sync Battle é que anda realmente surpreendendo e trouxe o ator Channing Tatum, que já havia dublado antes a música "Let It Go", como Elsa da animação Frozen, e agora encarnou Beyoncé em "Run The World (Girls)"! Mas isso é o melhor da apresentação? Não só, pois a própria se juntou a ele na apresentação e arrancou gritos da plateia.

Confere:



Quanto a Channing: o ator está presente no mais novo e 8º filme de Quentin Tarantino Os Oito Odiados (The Hateful Eight), que foi lançado mês passado nos cinemas:


Quanto a Beyoncé: outra surpresa. Após a Pepsi, que organiza oficialmente o SuperBowl (show de intervalo dos jogos da NFL), anunciar o Coldplay como a principal atração do evento em 2016, Beyoncé foi confirma pelo site Entertainment Tonight como reforço na apresentação do grupo britânico que lançou recentemente o álbum Head Full of Dreams, da onde foi extraído o single "Adventura of a Lifetime":

Qual a Grande Ideia? QAGI? www.qualagrandeideia.com www.qualagrande.blogspot.com.br

02 janeiro 2016

"Kill Bill: Vol. 3" está a caminho: Tarantino revela já estar conversando com Uma Thurman!

Por em 2.1.16

Quentin Tarantino chegou em 2015 ao seu 8º filme e, dessa vez, não foi tão agraciado pela crítica - por mais que tenhamos amado a produção (a ponto de colocá-la na nossa lista de Melhores Filmes de 2015). Mas, atualmente bombando ou não, é indiscutível a grandiosidade da fama e das características produções do diretor.

Um de seus maiores sucessos, que costumam estar sempre trazendo atores de outras produções de volta, é Kill Bill (que no caso traz Uma Thurman de volta de Pulp Fiction) e, como o diretor já havia especulado antes, uma terceira produção da série, que teve seu segundo filme lançado em 2004 parece já está caminhando para acontecer!

Depois do bem sucedido Kill Bill: Vo. 2, Tarantino contou que já está conversando com a atriz Uma Thurman, que protagoniza a personagem Beatrix Kiddo (Kill Bill). Em sua última entrevista do ano, para a Variety, ele contou já ter várias ideia para o Volume III:

"Tenho conversado um pouco com Uma sobre isso. Algumas coisas que eu já escrevi, que nunca entraram no filme, e eu poderia usar", revelou.

O filme ainda segue incerto e sem data de lançamento, mas a esperança é grande! Na entrevista, enigmático, o diretor ainda soltou a seguinte fala:

"Eu não ficaria surpreso se a Noiva fizesse mais uma aparição antes que tudo esteja finalizado".

Vamos aguardar, né?

Qual a Grande Ideia? QAGI? www.qualagrandeideia.com www.qualagrande.blogspot.com.br

17 outubro 2013

Quentin Tarantino quer Christina Aguilera no seu novo filme e muito mais... rs!

Por em 17.10.13
O diretor deu uma declaração ao tabloide National Enquirer dizendo que acha que Aguilera está mais sexy do que nunca no seu retorno ao programada da NBC The Voice.

Ainda de acordo com o tabloide, Quentin estaria sondando Aguilera para um papel no seu novo filme e os dois estariam fazendo uma intensa troca de e-mails sobre roteiro e até letras de música. O diretor parece ter ficado impressionado com o desempenho de Aguilera nas telonas no longa Burlesque de 2011.

No entanto, algumas fontes dizem que Christina tem tentado fugir um pouco das garras de Tarantino que além de um projeto com a cantora, teria também algumas intenções não muito puras. Falso ou não, o boato é bem interessante. É só “googlar” pra ver! Lembrando que o povo aumenta, mas não inventa (risos).


28 fevereiro 2013

"Eyes Like Sky" e "Wiseman": Escute as faixas (injustamente) descartadas de Frank Ocean

Por em 28.2.13
Frank Ocean, recém-vencedor de 2 grammy awards, ainda tá causando buzz com o seu primeiro álbum de estúdio, Channel Orange.

A música da vez foi a faixa "Eyes Like Sky" que por álgum motivo desconhecido foi (infelizmente) descartada da tracklist final do álbum. A música é uma baladinha pop, e com toda certeza é super diferente das músicas do estilo Urban Contemporary que estão presentes no álbum. Escute abaixo:



Lembrando que essa não foi a primeira música com "grande potencial" descartada de um álbum não. "Wiseman", faixa especialmente composta para estar presente na trilha sonora oficial de Django Unchained (já comentado aqui no blog). Porém o próprio Tarantino justificou o porque a música não estaria presente na trilha, dizendo: "Eu poderia ter posto rapidamente no filme, só para te lá na trilha sonora, porém, tenho certeza que não foi para isso que Frank à escreveu." e continuou: "Então eu não queria desvalorizar o seu trabalho. Mas a música é fantástica, quando Frank decidir divulga-lá o publico verá do que estou falando". E então, sem mais o que explicar, escute "Wiseman" abaixo: 

21 janeiro 2013

Review: em "Django Livre", Tarantino continua sendo Tarantino, só que melhor!

Por em 21.1.13
Estreou na última sexta-feira (18) nos cinemas brasileiros o longa-metragem Django Livre (veja trailer aqui), o mais novo lançamento do controverso diretor/produtor/roteirista/ator Quentin Tarantino. Com um elenco de peso, o filme aposta na temática faroeste, situada mais precisamente em 1858, e conta a trajetória do ex-escravo Django (Jamie Foxx) junto ao caçador de recompensas Dr. King Schultz (Christoph Waltz) para reencontrar sua esposa Broomhilda Von Shaft (interpretada apaticamente por Kerry Washington), vendida ao magnata fdp Calvin Candie (Leonardo DiCaprio). Sinopse bem simples, não? Mas vale lembrar que estamos falando de Quentin motherfucker Tarantino.


Quem acompanha a carreira do diretor sabe que ele não é de desperdiçar ideias e roteiros para seus filmes de ação evitando qualquer tipo de burburinho sobre eles na imprensa. Dentre muitos dessa vez, o que mais causou revolta por alguns mimimistas foi as cenas explícita de violência com os escravos e o uso e.x.c.e.s.s.i.v.o da palavra "nigger" ao longo do filme, considerada nos EUA como uma palavra pejorativa para relacionar-se à pessoas negras (traduzido no filme como "crioulo"). Achei isso meio desnecessário, pois não passa de um filme retratando de forma explícita o que realmente acontecia naquela época. Mas enfim... Não são esses meros detalhes que tiram todo o mérito de QT. O filme, como todos os outros, tem sim seus altos e baixos.

15 janeiro 2013

A série "Girls" ganha Globo de Ouro, mas quem lucra é Robyn! "Dancing On My Own" dispara nas vendas!

Por em 15.1.13

Assim comentado ontem (aqui), entre várias bandas/artistas menos mainstream, Robyn está na trilha sonora da série Girls, que estreou sua segunda temporada há não muito tempo, mas já o suficiente para vencer em duas categorias em um dos maiores prêmios do cinema e televisão: o Golden Globe.

Entretanto isso não foi bom apenas para a série em si. "Dancing On My own", fantástica música de Robyn, por estar na trilha sonora da série, foi tocada duas vezes durante a premiação, quando a série Girls ganhou os prêmios de Melhor Série de Comédia e Melhor Atriz de Comédia (Lena Dunham) (o que foi um tanto polêmico e discutido, quando tinhamos The Big Bang Theory e Zooey Deschanel concorrendo, por exemplo) e isso levou a um disparo nas vendas do single da cantora Sueca.



Segundo o site Hollywood Reporter, fontes ligadas à gravadora revelaram que a venda da canção triplicou no domingo em comparação com sua média diária, fechando a última semana com 7.000 cópias vendidas, ou seja, sua melhor marca desde maio de 2012 - data em que a faixa foi tocada em Girls pela primeira vez.


Ainda sobre o Globo de Ouro, como ainda não comentamos os vencedores nem a premiação, as discussões não ficaram só em volta da série Girls, muitas outras injustiças, ou não, deixaram muitos revoltados, como, por exemplo, Ben Affleck ganhar melhor diretor pelo filme Argo, sobre Ang Lee com As Aventuras de Pi, Steven Spielberg com Lincoln e Quentin Tarantino por Django Livre. Pode isso!?  Confira a lista completa de vencedores abaixo:

22 outubro 2012

The Black Keys lança clipe para faixa da trilha sonora de "The Man With The Iron Fists"!

Por em 22.10.12

O The Black Keys, com o rapper RZA, preparou um clipe para "The Baddest Man Alive", da trilha sonora que muito se fala, que conta também com Kanye West, Pusha T e muitos outros, para filme que também se espera bastante, The Man With The Iron Fists.



No vídeo, que mescla cenas do filme com cenas, de fotografia muito parecida com as da produção original, do rapper RZA mandando suas rimas enquanto o "pau come" entre chineses e os integrantes do duo The Black Keys (perfeitamente sincronizadas com parte de The Man With The Iron Fists), há muito sangue, cenas fortes de mutilação e agressão, mas com um ar cômico bastante peculiar amenizando as coisas.


No novo filme de Quentin Tarantino (Kill Bill), como produtor, um ferreiro (RZA - sim, o rapper de logo acima) faz armas em uma pequena vilana  China feudal até que algo acontece forçando-o a defender a si mesmo e aos camponeses do local. A trama, onde Russell Crowe vive o vilão, também tem Lucy Liu Rick Yune e Jamie Chung no elenco.



The Man with the Iron Fists estreia dia 2 de novembro nos EUA.

WEEK TOP POST!

Todas as imagens publicadas nesse site são retiradas da internet. Caso você tenha direito sobre alguma delas e queira que essa seja devidamente creditada ou, até mesmo, excluída, entre em contato para pronta operação. Programação e Design por Roberto Júnior.